Como encaminhar o auxilio emergencial?

O Auxílio Emergencial foi criado no ano passado devido à situação de calamidade pública que foi declara no Brasil por causa da pandemia do Coronavírus. Ele foi criado para atender principalmente a população que foi prejudicada com a pandemia, ficando sem o seu emprego ou sem a sua renda mensal.

PUBLICIDADE

Com milhares de pessoas ficando desempregadas e deixando de pagar as contas, o governo precisou agir rápido para criar um programa de transferência de renda que fornecesse ajuda aos brasileiros nesse momento tão conturbado. O auxílio foi pago até dezembro de 2020, mas o governo já estuda a possibilidade de voltar a pagá-lo nesse ano.

PUBLICIDADE

Veja isso e muito mais a seguir.

O que é o Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial consiste em um benefício criado pelo governo federal voltado principalmente aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e pessoas desempregadas, que foram afetadas pela pandemia do Coronavírus. O principal objetivo desse benefício é fornecer um determinado valor mensal para que essas pessoas possam enfrentar a pandemia e continuar tendo o mínimo de renda possível.

A sua criação se fez ainda mais necessária, pois com o lockdown que foi necessário em muitas regiões, empresas acabaram fechando e tiveram que demitir muitos dos seus funcionários. Pessoas desempregadas não compram e não pagam as contas, por isso o Auxílio Emergencial é tão importante.

O benefício inicialmente foi de R$600,00, sendo pago por 3 meses. Posteriormente, o governo estendeu o benefício até o mês de dezembro de 2020, mas diminuiu o seu valor pela metade. Até duas pessoas da mesma família podiam receber o benefício e no caso de famílias onde a mulher é a única responsável familiar, o valor recebido é de R$1,2 mil.

Para quem se destina o Auxílio Emergencial

Como mencionado, o auxílio emergencial foi criado para atender pessoas desempregadas, trabalhadores individuais, autônomos e MEI. No entanto, para conseguir receber o auxílio, diversos requisitos devem ser preenchidos. Veja a seguir:

  • Maior de idade: é preciso ter mais de 18 anos ou ser mãe adolescente;
  • Não ter emprego formal no caso de trabalhadores autônomos com rendas informais e que não seja agente público;
  • Não receber nenhum tipo de benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de qualquer outro programa de transferência de renda, com exceção do Bolsa Família;
  • Renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até 3 salários mínimos;
  • Não ter tido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, maiores que R$28.559,70;
  • Exercer a atividade de MEI, ser contribuinte individual ou facultativo, ser trabalhador informal inscrito no CadÚnico ou estar desempregado.

Como fazer os saques do Auxílio Emergencial

Assim que o auxílio emergencial foi anunciado, a Caixa lançou o seu novo aplicativo por onde todos os saques podem ser realizados. O Caixa TEM funciona atualmente como uma poupança social digital e gratuita do indivíduo e é por onde ele pôde acompanhar nos últimos meses os depósitos do auxílio.

De acordo com o calendário divulgado pela Caixa, o indivíduo acessa o aplicativo e confere se o valor do auxílio já foi depositado. Com o dinheiro na conta, ele pode usar para pagar contas usando o código de barras ou, se preferir, pode sacar. Ao clicar na opção de Saque, o aplicativo lhe informará a data em que o saque pode ser realizado. No dia, você deve ir nessa mesma opção e obter o código que deve ser informado na casa lotérica para que o saque seja efetuado.

Esse código possui poucas horas de validade, por isso quanto antes você ir sacar, melhor.

Auxílio Emergencial 2021

Com o fim do pagamento do auxílio emergencial em dezembro de 2020, muitos cidadãos brasileiros ainda permaneceram sem renda, afinal a recuperação da nossa economia vai levar um tempo. Até então, o governo atual não tinha revelado nenhuma intenção de seguir o pagamento do auxílio para 2021, mas isso parece estar mudando.

Há chances, sim, do auxílio ser pago aos brasileiros nesse ano. Entretanto, ele terá outro nome, o valor a ser pago será menor e ele não será destinado para o mesmo público. Ainda não sabemos muito sobre como será esse pagamento e quando ele irá iniciar, mas o governo deverá anunciar os detalhes em breve.

Auxílio Emergencial mudará de nome

Uma das possíveis novidades para o auxílio emergencial em 2021 é a sua mudança de nome. Algumas fontes revelaram que o benefício possa passar a ser chamado de “Bônus de Inclusão Produtiva”, sendo chamado por muitos de BIP. Esse novo benefício seria no valor de R$200,00 e poderá beneficiar somente metade dos brasileiros que foram beneficiados em 2020.

Para saber se essas informações vão ser confirmadas ou não, é preciso ficar de olho nas novidades. Assim você também se prepara para pedir o benefício, se atender a todos os novos requisitos e exigências.

PUBLICIDADE

Deixe se comentário